LANCHES DA LILI
LAVA JATO AUTO NIVEL
AUTO POSTO
ANJO FARMA
MERCADÃO
KAROLAYNE
POUSADA
Gilbués-PI

Vereador pede prisão de presidente da Câmara de Gilbués por ‘formação de quadrilha’

Populares se questionam na cidade para saber o que o presidente da Câmara quer fazer com armas e munições ilegais.

Giro de Notícias

Giro de NotíciasPiauí-Brasil-Mundo

24/05/2019 14h45Atualizado há 5 meses
Por: Redacao
Fonte: fala piaui
Dimas Rosa (Presidente da Câmara de Gilbués)
Dimas Rosa (Presidente da Câmara de Gilbués)

O presidente da Câmara do município de Gilbués (PI), Dimas Rosa de Medeiros, está sendo acusado de formação de quadrilha e infração e por tentar comprar de forma ilegal arma de fogo e munições. A denúncia surgiu após um áudio de uma gravação de uma ligação ser difundido pelas redes sociais.

Por conta do áudio, o vereador de Gilbués, Erivan Martins da Silva, protocolou junta Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) uma representação criminal com pedido de prisão preventiva contra o presidente da Câmara, Dimas Rosa de Medeiros. A denúncia é com base nessa ligação recebida pela vereadora Iara por volta das 15h48 do dia 18 de maio de 2019. O áudio de 27 minutos revela a intenção do presidente da Câmara em comprar armas e munições.

Ao que tudo indica, a vereador Iara de Sousa Aguiar acabou por receber por engano uma ligação envolvendo o presidente da Câmara, Dimas, onde ele ordena que Ezequias providenciando munições e armas junto ao segurança conhecido como Nilvaldo Sadan. E caso não conseguisse ou precisa-se outro tipo de munição que fosse então atrás de qualquer bandido, como o filho de ‘Zé do Bode’.

Acredita-se que sem querer, o presidente da Câmara deixou o celular no bolso e, sozinho, o aparelho ligou para vereadora Iara, que atendeu e mesmo sem entender do que se tratava deixou o celular em linha, sendo que possui no seu celular um aplicativo que gravou todos os 27 minutos de conversa.

Brigas políticas em Gilbués

No decorrer da conversa, Dimas ressalta que Ezequias tem que tomar cuidado ao pegar a munição para não dar problema para ele, e brinca para caso fosse pego para nem falar o nome dele. “Você não diz nada, fica por lá uns dois dias que depois mando lhe tirar (da cadeia)”, justificou.

O município de Gilbués, no Sul do Piauí, vive um momento delicado. No último dia 20 de maio, com uma ‘manobra’ política, o presidente da Câmara, Dimas Rosa, conseguiu voto da maioria dos vereadores e cassou o mandato do prefeito de Gilbués Leonardo de Morais Matos. Por conta disso, o caso foi pra decisão da segunda instância no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI).

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários