CONTABILIDADE
SOS GORÓ
KAROLAYNE
ANJO FARMA GIF
MERCADÃO FORTALEZA
POUSADA
PIAUI

Saúde confirma que vírus da febre do Nilo circula no Piauí e faz alerta

Estamos no ano de 2019 e não temos nenhum registro da doença

24/07/2019 13h08Atualizado há 4 semanas
Por: Redacao
Fonte: Cidade verde

O superintendente de Atenção Integral à Saúde da Secretaria Estadual da Saúde do Piauí, Herlon Guimarães, garantiu que em 2019 ainda não apareceu nenhum caso suspeito de Febre do Nilo Ocidental, no entanto, afirmou que o vírus é circulante no Brasil. O Piauí registrou a primeira morte pela doença no país. 

"Estamos no ano de 2019 e não temos nenhum registro da doença, mas queremos dizer que o vírus é circulante. Em 2016, tivemos o aparecimento deste vírus em cavalos no Espírito Santo. Então o vírus circula sim no Brasil. Acreditamos nós, que no estado do Piauí, até por uma imunidade adquirida, nós já tivemos sim contato com esse vírus e muitas pessoas podem nem ter desenvolvido nenhum sintoma e estamos com a imunidade natural. Mas a vigilância continua", destacou Herlon Guimarães. 

Herlon Guimarães justificou que a demora nos resultados dos exames, realizados ainda em 2017, se deu devido aos sucessivos surtos de arboviroses no Brasil nos últimos anos, especialmente o Zika Vírus que sobrecarregou o laboratório de referência nacional que faz esse tipo de estudo.  Ele ressalta que inclusive, o laboratório Evandro Chagas, localizado em Belém-PA, continua com esta sobrecarga, com o surto de sarampo que tem ocorrido no Rio de Janeiro, São Paulo e no Pará. 

O superintendente acrescentou ainda que já foi solicitado mais agilidade no resultado dos exames. "A secretaria do estado vem tomando as medidas necessárias e assim que recebemos a confirmação desse último caso, fomos conversar com o grupo de arbovirose do Ministério da Saúde para que pudéssemos tomar algumas decisões. A Sesapi também pediu ao ministério que nós tivéssemos celeridade, uma vez que enviássemos material para o laboratório nacional".

Herlon Guimarães finaliza dizendo que a Sesapi continua vigilante e preparada para caso haja novas suspeitas. "Queremos dizer à população que não se preocupe, que todas as nossas unidades estão preparadas para o atendimento e que a gente tem sim condições de retaguarda para poder dar o seguimento ao tratamento a qualquer tipo de cidadão que venha apresentar a sintomatologia da Febre do Nilo".

Entenda

O Piauí foi o único estado do Brasil a confirmar três casos de Febre do Nilo Ocidental em humanos nos últimos anos, com uma morte. A doença viral fez uma vítima em 2014 em Aroeira do Itaim, o qual recebeu tratamento e está bem; outra em Picos, em junho de 2017, que não apresentou sequelas, e; esta que morreu também em 2017, mas a causa da morte só foi confirmada na última semana, em decorrência da doença.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários